Dia Internacional dos Centros de Ciência e Museus de Ciência celebrado com entrada gratuita, horário especial e a visita do Secretário Regional do Mar Ciência e Tecnologia, Gui Menezes.
Dia Internacional dos Centros de Ciência e Museus de Ciência na Fábrica da Baleia
publicado a 10 de Novembro de 2018
A Ciência é um direito humano! O Artigo 27 da Declaração Universal dos Direitos Humanos proclama o direito de todos a “participar no progresso científico e nos benefícios que deste resultam”. Os centros e museus de ciência, independentemente da sua dimensão e localização, dão corpo a este direito fundamental, pelo seu relevante trabalho junto das comunidades. Para centenas de milhões de pessoas do mundo inteiro, estas instituições abrem portas à aprendizagem directa através de exposições, programas de família, actividades para professores e alunos e abrindo oportunidades para que cada indivíduo participe e contribua para encontrar soluções para os desafios globais.

O dia 10 de novembro foi instituído pela UNESCO como o Dia Internacional dos Centros de Ciência e Museus de Ciência, para que, em todo o mundo, se assinale a importância deste trabalho junto da comunidade, como aliás, frisou o Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia, numa visita à Fábrica da Baleia neste dia.

Gui Menezes destacou a importância da missão” dos museus e dos centros de Ciência “na promoção da cultura científica e tecnológica” nos Açores, bem como “a relevância cultural destas instituições para a comunidade”: “Visitámos esta fábrica, que foi um investimento recente do Governo dos Açores, e que criou condições para a sede do OMA, um dos centros de Ciência que o Executivo açoriano apoia, que fica agora com condições excelentes para desenvolver as suas atividades no âmbito daquilo que é a divulgação da cultura científica”.

Os apoios aos centros de Ciência integram-se no Plano de Ação para a Cultura Científica e Tecnológica dos Açores - PACCTO Açores, lançado em maio, num conjunto de cinco programas, designadamente ‘Ciência e Sociedade’, ‘Ciência na Escola’, ‘Investigadores e Comunicação Pública de Ciência’, ‘Ciência Cidadã’ e ‘Ciência e os Media’.

A Região tem seis centros de Ciência, localizados em três ilhas, nomeadamente o EXPOLAB, o Observatório do Ambiente dos Açores, o Observatório Astronómico, o Observatório do Mar dos Açores, o Observatório Microbiano e o Observatório Vulcanológico e Geotérmico dos Açores.